Se tem um assunto que vem causando burburinho lá nos Estados Unidos foi a listagem que divulgou os indicados ao Oscar deste ano onde não houve negro selecionado para concorrer ao prêmio da Academia. Fato este, que vem sendo motivo de protesto (e com toda razão) por vários atores e veículos de comunicação com a hashtag #OscarSoWhite que vem “bombando” nas redes sociais. Em um discurso na Inglaterra durante esta semana, Idris Elba (aquele ator que o diretor do 007 disse que “não seria um candidato ideal” para fazer o agente James Bond) citou que “o talento está em todo lugar e a oportunidade não”, relatando ainda que a realidade vista na TV é totalmente diferente da realidade do lado de fora 

Idris Elba. Imagem digitaltrends.com

Infelizmente, esta realidade não é cabível apenas aos interesses cinematográficos. O Brasil, como muitos sabem, já está enraizado com este problema e vive tentando achar soluções (muitas vezes incabíveis) para este desvio de caráter e educação. Acredito que enxergar o ser humano por trás de qualquer pessoa é muito mais importante do que classificar sua “cor”, pois cresci em uma casa com uma mãe branca e um pai negro, onde até a suposição de que eu seria uma criança roubada meu pai infelizmente teve que ouvir. Logo, posso afirmar que a formação e a educação é que irão definir o que importa de verdade ao olhar do lado.  Mas, em se tratando de caráter, muito seres designados como “humanos” não possuem esta qualidade por ai,  não é mesmo?!

Jada Pinkett Smith (esposa do Will Smith) em vídeo publicado em seu facebook no último dia 18 janeiro, onde fala Não seria a hora das pessoas de cor reconhecerem quanto poder e influência conquistamos para não mais precisarmos pedir para sermos convidados a lugar nenhum?” O vídeo completo você pode ver aqui.
Voltando ao Oscar, ele será apresentando pelo comediante, ator, roteirista, diretor Chris Rock, e tem muita gente querendo que ele faça e aconteça na cerimônia. Mas a verdade é que ele promete ser um showman, digno de sua escolha já que….

Chris Rock para o Oscar.

…segundo Ricky Gervais (aquele que apresentou o Golden Globes este ano): O Chris está ouvindo o que as pessoas têm a dizer, Mas ele acha que o impacto maior vai ser ele apresentar o evento. Ele acha que é mais fácil fazer a diferença estando lá dentro, e já começou a escrever piadas sobre pessoas brancas…”. Logo, é esperar para ver este Oscar que já começou a se tornar histórico.

Por fim, deixo o link do vídeo completo de Elba, um discurso necessário para nossos brasileiros, produtores, diretores e donos de TV que insistem na hegemonia branca, em um país extremamente cego para seus verdadeiros valores, ou seja, a origem de sua nação.

Fonte: http:theguardian.com

#nosfalamos